quarta-feira, 28 de março de 2012

O remédio para as dores de amor é uma boa dose de atenção com olhos nos olhos, beijos na boca, massagem relaxante nos pés e costas, e colinho até cansar... Evandro Zetigre

sexta-feira, 23 de março de 2012

Só há uma situação em que as lágrimas de uma Mulher não entristecem causando consternação: Quando são frutos de alegria ou intenso prazer... Evandro Jose Do Nascimento Zetigre

quinta-feira, 22 de março de 2012

A especiaria do teu sabor, refrigera a sede do teu amado, vem e mata o meu desejo... Evandro Zetigre

Quando me lembro dos perigos que assumí por amor... Arrisquei a vida, várias vezes, enfrentei adversários maiores do que eu em armas, não em coragem... Evandro Zetigre

sábado, 17 de março de 2012

Ainda em busca de um amor...

Eu tenho sido sutilmente chamado de volúvel por algumas pessoas, que não entendem o meu estilo de ser agradável, cortejar com respeito e flertar mesmo com as Mulheres que me agradam. Não firmei compromisso com nenhuma ainda, muito embora seja esse o meu objetivo. Tão logo haja uma afinidade mútua e um compromisso seja estabelecido, é claro que o meu comportamento vai mudar, já que, gosto de ter exclusividade no coração de uma Mulher e para isso é fundamental, em contra partida dar EXCLUSIVIDADE. Por favor não pensem mal de mim, bjosss com carinho...
Evandro Zetigre

quarta-feira, 14 de março de 2012

Em homenagem à Rona Bojanic

Sonho Nórdico

Brilha o sol das terras Nórdicas nos teus olhos que me encantam,
O desejo emana do calor da tua pele,
Fertilizante no deserto da minha vida seca pelo desamor crudelíssimo.

Estendes as tuas mãos macias
Aceitando as oferendas que com amor te apresento...

Concreto, o abstrato desse amor
Testifica a veracidade das palavras que
Levam o vento, da minh'alma destino o teu coração.

Não prevalece a dúvida perante o sacrifício do meu amor por tí.
Gôzo se torna o sofrer na vida, pelo teu prazer...
Em nada me valeria existir, não fosse a felicidade de te ver sorrir.

Ferve o sangue em minhas veias ao toque na rosa dos teus lábios cujas
Pétalas, marcam a fronteira meu corpo na tua existência além terrena.

Eu sou o néctar que te adentra o paladar e
O verbo à te ouvir no silêncio do desejo por tí que,
Transporta-me para onde, apenas, realizo-me como ser vivente.

Diante da tua presença, tomando-te em meus braços,
Sem rumo, como errante embarcação na vastidão do finito-infinito...
Infinito do teu olhar, infinito do meu amor por tí...

Obra de Evandro Zetigre
Loading...