sexta-feira, 1 de junho de 2012

Correr o risco: Isso é bem próprio de quem verdadeiramente ama, não mede consequências, não teme a vida por um fio... Sei bem o que é isso. O que é a vida daquele que ama se não for sacrifício, se não for o risco pela pessoa amada... Ainda que saibamos que não vale a pena, é impossível evitar, a sede nossa que amamos é insaciável, destemido é o nosso obcecado amor, que não vê senão pelo prisma de um náufrago, afinal O amor é o oceano que envolve os náufragos, aqueles que amam. Quanto mais nos faltam as forças, mais nos agarramos à insípida superfície em busca do sabor agradável do existir... By Evandro Zetigre

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...