segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Eu em voce, voce em mim...

Eu em voce, voce em mim...

O amor é um lindo jardim de indiscritível beleza,
Paradizíaco cenário criação divina para apascentar almas felizes.
Ainda que pelo deserto andasse não me perderia, pois
Lá, eu estaria em voce e voce em mim.

Morre a semente comum lançada em solo infértil, mas
A semente do amor transforma, cria, reproduz...
Tem esse poder a criação divina.
Eu em voce e voce em mim
Dessa forma algo se perderia,
O solo infértil perderia sua característica,
Negaria a sí próprio e refletiria vida na tua semente.

Realiza-se um Homem, possuindo a Mulher amada,
Não apenas física e instintivamente mas,
Principalmente abordando repentinamente as suas janelas da alma,
Detendo-se por um momento e novamente de súbito, após intuído consenço,
Penetrando-a no íntimo da sua essência, partilhando o êxtase do seu habitat.

Eis-me aquí: eu em voce e voce em mim.
Apresentam-se incansávelmente as ondas do mar sobre a alva,
Como apresento-me diante das janelas da tua alma:
E o quê me farás? o quê me darás Mulher amada?

Obra de Zetigre

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...