domingo, 9 de outubro de 2011

Não sei o que dói mais: evitar o lugar comum do envolvimento superficial e amargar a fera solidão ou embrenhar-me nos relacionamentos efêmeros que apenas causam, após seu término, um vazio maior do que havia. De um lado a pressão psico-bio-fisiológica, do outro o sofrimento do Homem emocional que busca tornar-se um Ser completo existencialmente ao lado de sua amada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...